Pacto Alegre avança em agenda para inovar a gestão pública

Reunião aconteceu na quarta-feira, 24/7

SECOM - PMPA

O Pacto Alegre concluiu, nesta quarta-feira, 24, uma nova etapa da agenda estratégica desenvolvida para transformar a Capital em referência em inovação e qualidade de vida. Representantes de universidades, Prefeitura e iniciativa privada reuniram-se no campus da Unisinos Porto Alegre para planejar o roadmap (espécie de guia que trilha um caminho) do Engaja POA, um dos 24 projetos elaborados para melhorar a atuação da gestão pública.

O Engaja POA consiste em criar uma plataforma de coAction para cuidado no uso do espaço público, que deve unir moradores em iniciativas como adoção de praças. As ações serão propostas pelos próprios cidadãos, por meio da participação nas redes sociais ou em grupos de escuta presenciais.

O Pacto Alegre é resultado da parceria entre poder público, academia (UFRGS, PUCRS e Unisinos), sociedade e iniciativa privada para construir um ecossistema mais acolhedor e próspero aos empreendimentos. O coordenador do projeto, Luiz Carlos Pinto da Silva Filho, explica que as reuniões envolvem os cidadãos na tarefa de pensar coletivamente a cidade do amanhã. “Os encontros nos ajudam a entender o que a gente vai escolher de cada projeto, para cumprirmos o compromisso de fazer entregas importantes já em novembro deste ano”, ressalta.

Qualidade de Vida Crédito: Cesar Lopes-PMPA

Para o diretor de Inovação da Prefeitura, Paulo Ardenghi, o processo de cocriação conjunta facilita a busca por soluções inovadoras. “Chegamos num momento em que todos os cidadãos concentram esforços para solucionar os gargalos da cidade”, enfatiza. “O Pacto trabalha com um fundamento das empresas de tecnologia de informação, que é contribuir para a sociedade avançar e se modernizar”, acrescenta o representante da Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação no RS (Assespro-RS), Fernando Nachtigall.

POA Solidária

Durante o encontro desta quarta-feira, 24, o programa POA Solidária foi apresentado como um exemplo de iniciativa que moderniza a gestão pública. O programa da prefeitura é responsável por captar doações diretas de bens ou serviços, com o objetivo de beneficiar pessoas em situação de vulnerabilidade. Conforme uma das coordenadoras, Denise Costa, o espírito colaborativo do empresariado é essencial para ajudar o poder público a concretizar políticas necessárias à população.