Antiga Sede da Unisinos ganha reforma

Obras iniciaram no mês de abril

MICHELLI MACHADO

Em abril de 2017, iniciaram as reformas no prédio da Antiga Sede da Unisinos. O espaço, que funcionou como campus principal da Universidade até 1974, ano em que a Reitoria da Unisinos mudou-se para o bairro Cristo Rei, abriga hoje os projetos sociais da Unisinos com o Centro de Cidadania e Ação Social – CCIAS. 

Segundo o gerente de serviços GSMI, André Luiz Cavalheiro serão reformadas todas as fachadas externas do prédio, incluindo as que ficam no pátio interno. “Haverá reforma do telhado onde necessário, calhas e condutores pluviais”, complementa.

Como o prédio é tombado como patrimônio histórico, alguns cuidados especiais serão tomados. André explica que para dar início às obras foi solicitado, junto ao Instituto de Patrimônio Histórico do Estado (IPHAE), uma autorização específica para reforma, em que foi apresentado um memorial descritivo das ações para que nenhuma característica arquitetônica do prédio fosse mudada. “Após a aprovação, foi feito um pedido de reforma à Prefeitura Municipal de São Leopoldo, apresentando documentos comprobatórios do IPHAE, que na sequência autorizou o início das obras”, ressalta.

O funcionamento das atividades na Antiga Sede, durante o período de reforma, segue normal. “Como se trata de reforma de fachada, internamente não haverá interrupção das atividades. A atenção estará na área externa, com cuidados com o trânsito de pessoas em torno dos andaimes”, enfatiza André.

[ Fachada da antiga sede da Unisinos. Crédito: Reprodução

O diretor de Administração de Infraestrutura e Serviços, Marcos Baum, destaca a importância desse investimento feito pela Unisinos para a cidade. “Além da preservação do patrimônio cultural, a valorização do passado e memória da cidade, o patrimônio arquitetônico representa o núcleo inicial do município, datado de 1877, resgatando as origens de São Leopoldo”, afirma.

Segundo Baum, é importante conservar o prédio histórico com suas características arquitetônica inalteradas, para que o município mantenha a sua origem contada por meio da preservação do patrimônio cultural arquitetônico. “Ao preservar esse passado, o prédio serve de ligação entre a população e sua identidade cultural. A reforma proposta visa garantir a estanqueidade do prédio, na recuperação de telhados, fachadas, esquadrias, calçadas e revestimentos, além de elementos decorativos e ornamentais, dando condições de segurança estrutural para o uso da comunidade”, explica.

O coordenador dos projetos sociais da Unisinos, padre Idinei Zen, conta um pouco a história do prédio. “O complexo todo foi construído ao longo de vários anos. Primeiro os Jesuítas construíram a Igreja Nossa Senhora da Conceição, depois foi construído o prédio que se tornou o Colégio Conceição e o prédio do Colégio São José, que funcionou de 1872 a 1922”, relembra.

[ Parte interna do predio da antiga sede da Unisinos. Crédito: Reprodução

Padre Idinei diz ainda que a Antiga Sede foi projetada pelo arquiteto Johann Grünewald, mestre na arte da construção de catedrais góticas pela Escola Köln, da Alemanha. “Em São Leopoldo era corrente seu nome, o popular ‘Mestre João’, a quem se deve também a construção da Igreja Matriz da Conceição e o acabamento da Catedral de Porto Alegre”, revela.

Para o religioso, a vocação atual do prédio é acolher os diversos projetos sociais da Unisinos, que desenvolvem suas atividades no espaço e assessoram outras iniciativas de ação social do município. “A entrega para a comunidade dos projetos sociais desenvolvidos na Antiga Sede é muito significativa, pois semanalmente inúmeras pessoas, que vivem em situação de vulnerabilidade social e econômica receberem atendimento”, destaca. 

Os atendimentos oferecidos pelos projetos vão desde a área da saúde até a inserção dos participantes no mundo da informática e do trabalho.  As ações oferecidas ainda buscam geração de renda, superação de dificuldades escolares e inserção dos participantes em atividades culturais, seja na música, no teatro ou no artesanato. “Tudo o que é realizado pelos projetos tem o objetivo da formação cidadã. Os projetos estão abertos para o público da comunidade leopoldense, que preenchem os requisitos elaborados em cada projeto, para atendermos as demandas da comunidade e a legislação governamental”, explica Pe. Idinei. Além de abrigar os projetos, o espaço também é utilizado pelos estudantes da Unisinos para a prática de estágios curriculares.

As obras iniciaram na fachada do pátio interno. O complexo de prédios da Antiga Sede da Unisinos foi construído entre os anos de 1876 até 189O. O trabalho de reforma das fachadas tem previsão de ser concluído em seis meses. 

“Estamos realizando a reforma para que o prédio volte a ser a beleza que é para a cidade. Em poucos meses, o prédio estará restaurado e a cidade ganhará um prédio histórico totalmente restaurado em seu exterior”, finaliza. O investimento total na obra está orçado em R$ 2 milhões e contará com aporte da Unisinos e da Mantenedora Associação Antônio Vieira (ASAV).