Vital conquista o Prêmio Roser

Com a premiação, o projeto será incubado por seis meses no Tecnosinos

GUSTAVO EV
04 de Novembro de 2015 - 14:58 | Atualizado: 05 de Novembro de 2015 - 16:16

No último dia da XXII Semana do Empreendedorismo e da Inovação foram divulgados os vencedores da 4ª edição do Prêmio Padre Francisco Xavier Roser SJ de Empreendedorismo de Inovação. O objetivo da premiação é apoiar projetos com soluções inovadoras com o propósito de se tornarem negócios reais, além de capacitar empreendedores no ambiente universitário e aumentar o número de startups de base tecnológica de alto potencial. 

[Vencedores Prêmio Roser

O primeiro colocado foi o projeto Vital, dos estudantes Eduardo Rodrigues e Juliana Hoch. Um método alternativo na produção de ácido lactobiônico (matéria prima dos líquidos conservantes de órgãos e utilizado na indústria de cosméticos), oferecendo um produto de qualidade, com redução de custo de 50%. “O projeto surgiu em 2011, a partir de uma notícia sobre a realidade do sistema de transplantes de órgãos no Brasil. A matéria nos chocou, pois percebemos que, apesar de o Brasil ser o segundo país que mais realiza transplantes no mundo, também é um dos países com maior descarte de órgãos passíveis de serem transplantados”, conta Eduardo.

Os alunos de Engenharia de Materiais da Unisinos deram início ao projeto ainda no ensino médio integrado ao ensino técnico de química. “Um dos grandes problemas de conservação dos órgãos é o alto custo dos líquidos responsáveis pela preservação deles no caminho entre doador e receptor. E esse alto custo se deve ao componente principal desses líquidos que é o ácido lactobiônico”, esclarece o estudante. O projeto passou por seus desenvolvimentos até o ano de 2014, quando passou a ser visto como um empreendimento pelos jovens. “Começamos a trabalhar na elaboração do modelo de negócios, pesquisas de campo, verificações de mercado e fundos de investimento”, explica Eduardo, que em seguida teve o projeto apresentado à Unitec concorrendo ao Prêmio Roser, no qual tiveram um grande aprendizado durante o processo de qualificação.

“Ter ganhado o prêmio foi muito gratificante, pois é um reconhecimento ao nosso trabalho e, principalmente, dá visibilidade ao negócio e mostra que existem pessoas preocupadas em desenvolver soluções para a saúde”, enfatiza o estudante, que como premiação terá o projeto incubado por seis meses, além de divulgação nas mídias, certificado e inscrição no WarmUp-RS em março de 2016. “Acreditamos que não há lugar melhor para a instalação da empresa do que nesse ambiente da Unitec e Unisinos. Além da infraestrutura e do caráter colaborativo dos mentores da incubadora, estar em uma universidade que incentiva a inovação e a preocupação com o próximo, se alinha totalmente com a visão da Vital, de desenvolvimento de soluções para preservação da vida”, complementa.

Conheça todos os vencedores:

1º Lugar Categoria Proposta: VITAL 

Equipe: Eduardo Rodrigues e Juliana Hoch

 

2º Lugar Categoria Proposta: REVOFOOT 

Prótese ortopédica low cost, fabricada a partir de materiais alternativos, oferecendo um alto índice de qualidade, conforto e segurança para os amputados com menores condições financeiras.

Equipe: Eduardo Trierweiler Boff e Lucas Strasburg Ferreira

Premiação:  Cobertura de custos de incubação por 3 meses; Certificado de vencedor por candidato; Divulgação do projeto na mídia; Inscrição no WARMUP-RS de março/2016.

 

3º Lugar Categoria Ideia: CITRIN

Tinta à base de resíduos de Isopor® e da casca de laranja. Frente à comparação das características de uma tinta comercial, o produto desenvolvido possui performance competitiva.

Equipe: Paula Vieira Schwade, Tatiana da Rocha, Cristiane Satin e Gabriela Schneider

Premiação: Inscrição no WARMUP-RS de março/2016; Certificado de vencedor por candidato; Divulgação do projeto na mídia.

 

4º Lugar Categoria Ideia: LRU – LAVAGEM 

Processo de limpeza de materiais metálicos contaminados por fluídos de corte, utilizando os conceitos de produção mais limpa. Desenvolvido e patenteado pelos inventores ligados os Núcleo de Caracterização de Materiais – NucMat-Unisinos.

Equipe: Luísa Simon, Carlos Alberto Mendes Moraes, Daiane Calheiro Evaldt, Feliciane Andrade Brehm, Walter Andrey Fontana e Maicon Evaldt.

Premiação: Inscrição no WARMUP-RS de março/2016; Certificado de vencedor por candidato; Divulgação do projeto na mídia.

 

5º Lugar Categoria Ideia: BEETOUCH

Programas de qualidade de vida e bem estar desenvolvidos a partir de metodologias bem planejadas e embasadas cientificamente. Oferece apoio especializado para a escolha das ações mais eficazes, que propiciem maior retorno no investimento e qualidade de vida.

Equipe: Ana Carolina Peuker, Sibele Faller e Felipe Scuciatto dos Santos.

Premiação: Inscrição no WARMUP-RS de março/2016; Certificado de vencedor por candidato; Divulgação do projeto na mídia.