Especializações e MBAs: aplicabilidade e conexão com o mercado

Cursos lato senso oferecem atualização e ferramentas inovadoras para sua carreira

MÁRCIA SCHULER

Em um mundo que muda rapidamente, o mercado também não para de se transformar. Mas não se preocupe: por mais que as rupturas sejam muitas, o conhecimento ainda é a melhor forma de buscar novas soluções e, mais do que isso, fazer novas perguntas. É aí que entram os cursos lato senso, ferramentas fundamentais para aproximar o profissional do que há de mais novo em sua área de atuação, oferecendo resultados que podem ser rapidamente aplicados.

Luciane Linden, orientadora de carreiras e coordenadora do Programa de Gestão de Carreiras da Unisinos, indica que o primeiro passo para ingressar em um curso do tipo é pensar qual corresponde melhor ao seu momento de carreira. O MBA é ideal para quem busca uma visão mais voltada à gestão e aos negócios, enquanto as especializações tendem a focar especificamente em uma área de atuação, indicada para quem deseja uma formação mais técnica em sua área — é importante lembrar que as duas opções não são excludentes, vão depender apenas do seu objetivo!

“Hoje, cada vez mais, a especialização é uma forma de se diferenciar dos outros profissionais, e muitas vagas trazem como pré-requisito que a pessoa seja especialista em uma determinada área”, avalia Luciane. Por isso, ela aconselha que o profissional mapeie potenciais vagas que lhe interessam, entenda o que o mercado precisa naquele momento e, claro, o que gostaria de fazer. A resposta sobre o curso mais adequado será uma combinação desses fatores.

Networking e aplicabilidade

Em geral, as disciplinas dos cursos lato senso têm curta duração, o que significa que as ferramentas trabalhadas podem ser rapidamente utilizadas no dia a dia do profissional. Além disso, na Unisinos, os alunos desenvolvem um projeto aplicado, trocam experiências e contam com a orientação de professores com ampla vivência de mercado para construir um trabalho que faça sentido para a sua carreira.

Luciane destaca, também, a importância de se engajar nas atividades propostas. “Com isso, o participante vai criando sua imagem perante colegas e professores, o que pode resultar em projetos desenvolvidos em parceria e, até mesmo, em oportunidades de emprego. A força do networking é muito grande”, diz, lembrando que, em uma pós-graduação, há pessoas de diferentes áreas de atuação e diversas organizações.

Recolocação profissional

Especializações e MBAs também são ferramentas úteis para profissionais que buscam uma recolocação no mercado — afinal, se o mundo muda rapidamente, você também pode mudar, não é? “Esses cursos são indicados porque, quando se deseja entrar em uma nova área, se o profissional ainda não tem experiência, precisa ter conhecimento. E a especialização oferece uma visão sistêmica”, afirma Luciane. Aqui, o networking também é um diferencial importante, uma vez que o curso lato senso é um ambiente fértil para a troca com colegas de diferentes áreas que podem auxiliar o profissional a buscar novas perspectivas de atuação.

Aproveite o ecossistema de inovação da Universidade

Luciane lembra, ainda, que é importante o aluno aproveitar o ecossistema que lhe é oferecido pela Universidade — não é preciso, nem recomendável, ficar só na sala de aula. Esse é um dos principais diferenciais em escolher uma instituição reconhecida — além da validação do mercado, a amplitude da rede de serviços e parceiros também deve ser considerada.

Entre outros serviços, na Unisinos o aluno conta com a Unisinos Lab, uma plataforma online que permite que ele participe de cursos e atividades para complementar sua formação. Além disso, a Universidade oferece iniciativas como o Unisinos Carreiras, que pode ajudar os alunos a traçar uma trajetória de acordo com seus objetivos profissionais e pessoais.

Outro fator importante é a rede de parceiros nacionais e internacionais mantida pela Unisinos. Nos cursos lato senso, é oferecida ao aluno a oportunidade de cursar um módulo opcional internacional, no qual é possível desenvolver atividades no exterior.

Quer saber mais sobre a pós da Unisinos? Clique aqui.