Doutorado: protagonismo, autonomia e dedicação

Doutorandos constroem conhecimentos inéditos e contribuem para o desenvolvimento da sua área

MÁRCIA SCHULER

Mais do que entrar em contato com teorias já existentes, ingressar em um programa de doutorado significa ser protagonista no desenvolvimento científico de uma área. Por meio de uma tese inédita, o doutorando aprofunda o seu conhecimento acadêmico e leva novas descobertas e pontos de vista às discussões realizadas no seu campo de pesquisa.

Esse protagonismo é, muitas vezes, exigido antes mesmo do ingresso, uma vez que um dos critérios de seleção pode ser a apresentação de um projeto de pesquisa original. A temática é escolhida pelo aluno, que desenvolverá a sua tese ao longo de quatro ou cinco anos, tempo médio de duração de um doutorado.

A carga horária de disciplinas obrigatórias é reduzida, e o doutorando tem mais tempo para se dedicar com leituras e pesquisas para o desenvolvimento da sua tese. É por esse motivo que, muitas vezes, esse tipo de programa requer dedicação exclusiva dos participantes.

Além disso, também é comum que as disciplinas obrigatórias dos programas de doutorado consistam em discussões e seminários, o que demanda do aluno um grau de auto-organização e autonomia maior do que na graduação ou no mestrado, por exemplo.

[Doutorado Crédito: Getty Images

Como e por quê?

Em geral, essa formação é escolhida por quem tem interesse em direcionar sua carreira para a área da docência e da pesquisa ou então, simplesmente, por aqueles que querem buscar soluções ainda não exploradas em determinado campo do conhecimento. O doutorado também pode ser um diferencial para conquistar cargos no mercado, tanto no setor público quanto no privado.

Um doutorado é um projeto de longo prazo e, ainda que seja considerado complexo e demande um período grande de dedicação, traz muitos benefícios para o desenvolvimento pessoal e profissional. Entre as principais contribuições, está o fato de expandir a compreensão do indivíduo sobre o mundo e desenvolver ainda mais o pensamento crítico.

Como comentamos anteriormente, para ingressar em um programa de doutorado deve-se apresentar um projeto inédito e que contribua para o desenvolvimento da área de pesquisa em questão. Também é necessário realizar uma prova de seleção.

Agora que você sabe um pouco mais sobre o doutorado, que tal conhecer nossos programas? Clique aqui.