Conheça o Bacharelado Interdisciplinar em Humanidades, Artes e Tecnologias

Curso novo será ofertado em São Leopoldo

PÂMELA OLIVEIRA

Escolher uma profissão ao concluir o Ensino Médio pode não ser o sonho de muita gente. “Eu gosto de uma porção de coisas, mas não sei bem o que quero fazer”, dizem. E talvez nem seja o momento de decidir mesmo. Já pensou ter a chance de cursar uma graduação ampla, que te desse uma base sólida sobre diferentes assuntos que te interessam, sem precisar focar em apenas um? É isso o que propõe o Bacharelado Interdisciplinar em Humanidades, Artes e Tecnologias da Unisinos.

Nesse curso, o aluno fará dinâmicas dentro e fora do campus, para conhecer realidades das três grandes áreas de conhecimento e construir um repertório de vivências. Essas práticas, que também envolverão outras Escolas Unisinos, além da Indústria Criativa, vão contribuir para que ele desenvolva um perfil crítico, refine sua sensibilidade artística e cultural e compreenda as implicações da tecnologia para além da perspectiva instrumental, centrada em operações técnicas.

[ Professores e representantes de escolas falam no Café Conecta Crédito: Getty Images

O estudante também terá autonomia para decidir seu percurso formativo de acordo com suas afinidades. Assim, ao terminar o bacharelado, será um articulador e estará pronto para transitar entre as diferentes áreas de conhecimento ou, se preferir, poderá seguir para uma segunda graduação, tendo como benefício um amplo aproveitamento de atividades acadêmicas e a possibilidade de rápida conclusão dos estudos.

Mapa aberto

O curso está organizado em torno do pensamento projetual, da experimentação, do protagonismo e da autoria. Ele foi pensado como um mapa aberto, a partir do qual é possível traçar diferentes caminhos, com base nos interesses do aluno.

“Cada vez mais, o pensamento projetual será adotado nas atividades das organizações. Isso está começando a acontecer no mundo, e o curso propõe uma antecipação à demanda que virá; uma demanda por profissionais híbridos, com saberes transdisciplinares, que dialoguem com diferentes áreas.”

Raimundo Filho, professor.

A grade curricular já dá uma ideia de como isso funciona: em cada semestre, além das atividades obrigatórias, o estudante fará duas optativas da Escola da Indústria Criativa. Na metade do bacharelado, ele receberá a orientação de um professor para analisar o que foi feito até então e projetar o percurso dali para frente. Desse ponto em diante, também cursará disciplinas de livre escolha, ou seja, ofertadas em quaisquer graduações da Universidade.

Esse método para direcionar a formação é conhecido como assíncrono e possibilita mais dinamismo no processo de ensino-aprendizagem. O professor Micael Behs, integrante da equipe de criação do bacharelado, fala sobre essa flexibilidade: “52% da oferta é determinada pela grade curricular; 48% é composta por atividades já disponíveis em outros cursos da Unisinos, à escolha do aluno. Assim, teremos egressos com um cerne comum de conhecimento, mas perfis diferentes”.

Mercado de trabalho

O bacharel formado por esse curso terá uma base cultural ampla e será um agente de transformação. Com perfil articulador, o egresso saberá como interagir em diferentes cenários organizacionais e ativar múltiplos conhecimentos para propor soluções aos problemas da sociedade. Esse profissional contemporâneo terá visão do todo e disposição para encontrar respostas – ou sugerir perguntas qualificadas.

[ Professores e representantes de escolas falam no Café Conecta Crédito: Getty Images

Assim, poderá ocupar cargos já consolidados na indústria criativa ou outros que ainda estão por vir, sempre conectando pessoas e saberes. Ele se diferenciará por sua capacidade de leitura das realidades, ou seja, por conseguir identificar, analisar e agir sobre os fenômenos socioculturais. Sua atitude ética, responsável e orientada para o trabalho em equipe também contará pontos na carreira.

“Cada vez mais, o pensamento projetual será adotado nas atividades das organizações. Isso está começando a acontecer no mundo, e o curso propõe uma antecipação à demanda que virá; uma demanda por profissionais híbridos, com saberes transdisciplinares, que dialoguem com diferentes áreas”, comenta o professor Raimundo Filho, que também integra a equipe de criação do bacharelado.

A Unisinos é a primeira universidade privada do Sul do Brasil a ofertar um bacharelado interdisciplinar. O curso de Humanidades, Artes e Tecnologias, especificamente, é pioneiro no Brasil. Interessou? Aproveite que as inscrições para o Vestibular estão abertas. Confira mais informações sobre o processo seletivo no site da Unisinos.