Bacharelado Interdisciplinar em Humanidades, Artes e Tecnologia será ofertado na Unisinos Porto Alegre

Com uma grade curricular dinâmica e inovadora, curso está disponível no Vestibular de Verão da Universidade

VANESSA IORIS - FUNPET

Uma graduação inovadora e diferenciada, que permite ao aluno definir sua trajetória ao longo do curso. Esse é o Bacharelado Interdisciplinar em Humanidades, Artes e Tecnologia, que passará a ser disponibilizado, também, na Unisinos Porto Alegre, a partir do próximo semestre. Primeira oferta do gênero entre as universidades do sul do Brasil, a graduação foca no perfil do aluno criativo, aberto à inovação e à cooperação, com capacidade de aprender continuamente.

“O BIHAT é o primeiro curso desta natureza a integrar o portfólio da Unisinos. A decisão de levá-lo para Porto Alegre visa expandir a oferta de uma graduação com formação sólida nessas três áreas de expertise da Universidade. A comissão do MEC, designada para a Avaliação da Autorização do curso, atribuiu conceito máximo à proposta, o que legitima essa inserção no portfólio de cursos da capital e nos dá confiança de que estamos no caminho certo”, afirma o coordenador do curso, Micael Vier Behs.

Desde 2018, o BIHAT é ofertado no campus São Leopoldo e vai formar sua primeira turma no final do próximo ano. Entre os formandos, estará Rafael Rothfuchs, de 21 anos. O aluno chegou a estudar Publicidade e Propaganda durante três anos em outra instituição, mas não estava satisfeito com a escolha. Ele decidiu migrar quando soube da oferta da Indústria Criativa da Unisinos.

“A Unisinos é uma universidade moderna, atualizada e reconhecida no mercado. Quando vi a proposta do BIHAT, meu olho brilhou. A mobilidade da grade curricular me atraiu muito por dar essa liberdade ao aluno. Outro ponto interessante é a proposta para o Trabalho de Conclusão de Curso ser um projeto autoral. Como eu sou músico, pretendo produzir um álbum com as minhas composições e fazer um show”, conta o aluno.

BIHAT1 Crédito: Getty Images

Sobre o curso

Com duração de três anos, o curso está organizado em torno do pensamento projetual e tem como objetivo ativar múltiplos conhecimentos. “Das Artes, abordará um conjunto de metodologias artísticas de criação, repercutindo na produção de redes de referências e repertórios e de formas específicas de estímulo à criatividade. Das Humanidades, buscará subsídios para a formação de um profissional crítico, reflexivo e capaz de intervir de forma inovadora e autônoma em diferentes contextos sociais. As Tecnologias serão enfatizadas não só como meio operacional construtivo e difusor de ideias, mas como um tipo de pensamento complexo, a partir do qual se altera a forma de ver o mundo”, explica o coordenador Micael.

O curso em Porto Alegre pretende potencializar a autonomia do aluno ao oferecer, além das atividades obrigatórias, um leque mais vasto de possibilidades entre atividades optativas e de livre escolha. A estrutura curricular será composta, nos três primeiros semestres, por três atividades obrigatórias e outras três optativas. Todas escolhidas pelo aluno a partir de um rol com seis opções. A partir do quarto semestre, serão ofertadas três atividades obrigatórias, mas o aluno passa a cursar duas atividades optativas e outras duas atividades de livre escolha.

“As atividades de livre escolha permitem ao aluno cursar qualquer atividade acadêmica de seu interesse, a partir do rol de ofertas dos cursos de graduação da Unisinos. É muito importante destacar que a escolha das atividades optativas e de livre escolha acontece a partir de um trabalho de mentoria desenvolvido ao longo do curso, quando professores ajudam e orientam os alunos a definir o seu percurso formativo”, destaca. Além disso, a graduação em Porto Alegre contará com 390 horas de atividades complementares.

Ao ingressar no curso, o aluno contará com laboratórios modernos, uma biblioteca com vasto acervo e com salas de aulas, que contribuem para a formação de diferentes dinâmicas e disposições do espaço. Ele também terá acesso a uma plataforma de aprendizagem, a Unisinos LAB, que oferece diversos cursos de extensão, idiomas, projetos de iniciação científica e projetos de empreendedorismo e inovação social, com vagas gratuitas para os alunos de graduação.

BIHAT2 Crédito: Getty Images

Mercado de Trabalho

O bacharel formado por esse curso será um profissional com sensibilidade artística e cultural que, a partir da cultura de projeto, estará capacitado para interpretar realidades complexas, desenvolver visões de futuro e gerar soluções inovadoras e responsáveis, tanto no setor público quanto privado. Os egressos do curso também estarão aptos a trabalhar com curadoria de informações, com o fomento de negócios criativos, com a produção de conteúdo audiovisual, assim como na gestão de projetos, articulando soluções de empreendedorismo, inovação e sustentabilidade.

Segundo o coordenador do curso, o mercado de trabalho para esse profissional está sendo inventado. “Uma premissa importante é considerar que o mercado de trabalho contrata, cada vez menos, um profissional com formação específica e, cada vez mais, um profissional que domine múltiplas habilidades e competências. O profissional contemporâneo precisa desenvolver essa visão interdisciplinar para gerir técnicas, processos e ferramentas em meio a equipes altamente diversas envolvidas com a formulação de determinado projeto”, finaliza.