Troca de conhecimento sobre aplicação de tecnologias móveis nas organizações

Pesquisadores do PPG de Administração visitam London School of Economics and Political Science, no Reino Unido

KARLA OLIVEIRA
25 de Fevereiro de 2015 - 16:48 | Atualizado: 25 de Fevereiro de 2015 - 17:53

Hoje, a internet está presente em quase todos os espaços. Telefonia móvel, banda larga, redes sem fio, convergência com avanços computacionais, mobilidade e máquinas cada vez mais inteligentes. Tudo isso transforma a forma de consumo das pessoas e altera os processos organizacionais das empresas e instituições, gerando inovações e novos empreendimentos, neste contexto que pode ser definido como a aplicação de tecnologias móveis e sem fio nas organizações.  

[Doutoranda em Administração faz intercâmbio em Londres

É com o objetivo de compreender esses processos de inovação em diferentes cenários que os professores do PPG de Administração da Unisinos Amarolinda Zanela Klein e Norberto Hoppen, juntamente com a doutoranda Rosemary Francisco, visitaram a London School of Economics and Political Science (LSE), no Reino Unido. A visita foi parte de uma cooperação já existente desde 2004, com pesquisadores do Information Systems and Innovation Group da LSE, por meio do Mobility Group (grupo de estudos em mobilidade empresarial), alinhado com o Programa de Pós-Graduação em Administração (PPGA) da Unisinos, financiado pela Fapergs/CAPES visando a  internacionalização dos PPGs gaúchos.

A troca de conhecimentos entre os pesquisadores da Unisinos e da LSE ocorreu entre janeiro e fevereiro. Durante o intercâmbio, além das palestras, seminários e debates, os pesquisadores tiveram tempo de conhecer a cidade e experimentar as tecnologias móveis aplicadas em atividades do dia a dia. Um exemplo que deixou a doutoranda Rosemary muito impressionada foi a utilização do self-service nos caixas de supermercado. Nesse tipo de serviço, o próprio consumidor registra as compras e realiza o pagamento no cartão. No Brasil, existe apenas um supermercado com self-service que fica em Londrina, no Paraná. 

Outro exemplo é da própria LSE que possui um aplicativo que auxilia os alunos se localizarem no campus. Para compartilhar mais das experiências em Londres a doutoranda Rosemary Francisco escreveu um relato sobre a viagem, acompanhe abaixo. 

[Doutoranda em Administração faz intercâmbio em Londres

Missão de pesquisa na LSE

Por Rosemary Francisco, doutoranda em Administração

Nada se compara a experiência de visitar outro país com uma cultura bem diferente da nossa.  Este tipo de experiência nos transforma e nos permite aumentar o alcance de nossos pensamentos, ações e realizações. Entre janeiro e fevereiro de 2015 tive a oportunidade de participar de um projeto de Pesquisa do Grupo UBI Business que teve como objetivo estreitar os laços e promover colaboração entre Unisinos e LSE em Londres.

Já chegando em Londres pude experimentar um pouco do que faria parte da minha missão na LSE.  Palavras como: diversidade, auxílio e organização começaram a ter um novo sentido. A diversidade é muito grande em Londres e na LSE, lá você encontra pessoas de todos os lugares possíveis falando as mais diversas línguas. E apesar de todos terem a sua rotina e o dia-a-dia agitado, não deixam de serem gentis e auxiliar o próximo quando é possível.  Posso dizer que lá o ditado: “faça o bem sem olhar a quem” realmente ocorre na prática.

A missão na LSE foi uma experiência incrível, com uma agenda repleta de atividades e eventos interessantes.  Tive a oportunidade de participar de seminários, aulas, palestras, além de eventos culturais. Além disso, também tive a honra de poder discutir sobre minha pesquisa com o Prof. Carsten, fundador do Mobility Group, e obter valiosas dicas e muitos materiais para o enriquecimento e continuidade da mesma.