Egressas da Unisinos conquistam Prêmio Brasil de Economia – 2018

Premiação destaca os melhores trabalhos acadêmicos e livros da área de economia do país

LORENZO PANASSOLO
25 de Setembro de 2018 - 11:13 | Atualizado: 25 de Setembro de 2018 - 15:50

Excelência acadêmica. Essa é a garantia que a Unisinos proporciona a todos os seus graduandos, mestrandos ou doutorandos. Estudar em uma Universidade referência em ensino e inovação, é investir na formação profissional, e consequentemente, no desenvolvimento de pesquisas e trabalhos que impactem positivamente a nossa sociedade.

A egressa da graduação em Ciências Contábeis, Priscila Linck, conquistou o primeiro lugar no XXIV Prêmio Brasil de Economia, na categoria Monografia de Graduação (Estudante), recebendo o valor de 3 mil reais pelo êxito. Ela produziu o trabalho intitulado de “A Dinâmica De Movimento Conjunto Dos Índices De Preços Das Commodities: Uma Aplicação Econométrica”, recebendo orientação do professor Marcos Tadeu Caputi Lélis.

[Egressa ganha prêmio de economia Crédito: Arquivo Pessoal

“A premiação é o reconhecimento máximo da dedicação incorporada ao trabalho ao longo de 1 ano de execução. É uma gratificação imensa poder inserir esse resultado ao currículo, ainda mais pela pretensão de seguir os estudos acadêmicos. E, além disso, de poder representar os ótimos trabalhos que são produzidos na Universidade, na área econômica”, afirmou Priscila.

Segundo a egressa, a monografia buscou identificar a existência de um movimento entre os índices de preços de diferentes grupos de commodities (energia, metais, matéria prima agrícola e alimentos e bebidas) por meio da utilização dos Modelos econométricos de Mudança de Regimes Markovianos e os Modelos Vetoriais de Correção de Erros (VAR/VEC).

O trabalho foi construído a partir de uma crítica à teoria tradicional, que propõe que a diversificação das exportações, indiferente do produto, ainda que dentro do próprio grupo de commodities, libertaria o país da vulnerabilidade externa e da susceptibilidade a problemas de restrição de balanço de pagamentos. No final, Priscila validou a hipótese de que há um movimento padrão entre todos os preços de diferentes commodities, e que a diversificação no segmento não é suficiente para livrar o Brasil dessa situação.

Egressa da Pós-Graduação em Economia também é premiada

A egressa da graduação em Ciências Contábeis e do Mestrado em Economia, Ingrid Leiria, também foi premiada no XXIV Prêmio Brasil de Economia. Ela conquistou o terceiro lugar na categoria Dissertação de Mestrado, com o trabalho intitulado de “A racionalidade no mercado ilegal: O efeito da demanda de bens ilícitos na taxa de criminalidade do Rio Grande do Sul entre 2002 e 2015”.

“Acredito que todos os esforços desempenhados, não apenas durante o mestrado, mas também na minha graduação, acarretaram nesse reconhecimento. Fico muito gratificada em poder não apenas representar a Unisinos em uma premiação nacional, mas também o Rio Grande do Sul, tendo em vista que diversas universidades nacionais estavam participando do Prêmio Brasil de Economia 2018”, declarou Ingrid.

A egressa, que recebeu orientação do professor Tiago Wickstrom Alves, disse que o acompanhamento do seu mentor foi um diferencial para a conquista do prêmio. “Ele foi uma presença essencial para o desenvolvimento do trabalho e pela conquista do prêmio, pois sempre tivemos uma boa relação. Eu já havia sido a orientanda dele na graduação, o que já havia sido uma experiência gratificante. E no mestrado, isso não foi diferente” finalizou Ingrid.