Seminário Novas Tecnologias para Habitação Social

Silke Kapp, líder do Grupo de Pesquisa Morar de Outras Maneiras, falou sobre experimentos realizados na área

MATHEUS N. VARGAS

Na noite da última sexta-feira, 17/5, ocorreu na Unisinos, o Seminário Novas Tecnologias para Habitação Social, com a arquiteta e urbanista Silke Kapp. Durante a tarde, foi realizada uma abertura para o Seminário, onde foram expostos os trabalhos sociais realizados pelo curso de Arquitetura na disciplina Atelier de Projeto VI.  

Na cerimônia de abertura, além da palestrante, estavam presentes o coordenador do curso de Arquitetura e Urbanismo, Adalberto da Rocha, o secretário de Habitação, Nelson Spalaor, professores e alunos do curso.   

[Maes da Unisinos Crédito: Matheus N. Vargas

Segundo a professora Debora Becker, a disciplina de Atelier e Projeto VI realiza uma atividade acadêmica regular em parceria com a Secretaria de Habitação de São Leopoldo. “Os alunos desenvolvem um projeto de habitação de interesse social em uma comunidade real e auxilia a prefeitura a desenvolver projetos melhores para a comunidade”, comentou.  

A professora também falou sobre a importância do trabalho para os acadêmicos. “Os estudantes entram na cidade real, eles entendem a problemática ocupacional. Eles conhecem comunidades carentes, falam com moradores e conhecem as condições físicas e de habitação que os moradores se encontram”, completou.  

O secretário de Habitação do Município dissertou sobre a relevância da parceria entre a Prefeitura e a Universidade. “O trabalho realizado pela Unisinos nos dá a possibilidade do conhecimento, da elaboração de um novo espaço, um novo habitat para essas famílias”, declara Nelson.  

Na palestra, a arquiteta e urbanista com Mestrado e Doutorado em Filosofia, Silke Kapp, falou sobre as tecnologias sociais relacionadas a moradias. “Em 2010 a gente constituiu com outras sete Universidades, uma rede de pesquisa, que se chama Rede Morar TS (Tecnologia Social)”, explicou.  

Silke fez comparações com o que estrava acontecendo em 2010 e o que está acontecendo hoje. A arquiteta também falou sobre o que é tecnologia social, pois, segundo ela, muitas pessoas ligam a palavra social a questões de vulnerabilidade e renda.  

[Maes da Unisinos Crédito: Rafael Bauer

O evento foi promovido pelo Curso de Arquitetura e Urbanismo em parceria com o Mestrado Profissional.