Fique Sabendo

Selecione:
Curso
  • :: Da Escola
  • Ciências Sociais
  • Educação
  • Filosofia
  • Gestão Educacional
  • História
  • Letras
  • Pedagogia
  • Serviço Social
Nível
Roda de conversa com o Prof. Dr. Peter Alheit

O Centro de Estudos Internacionais de História das Mobilidades, Diásporas e Migrações – CEMIDI (PPGH-UNISINOS), convida para a Roda de conversa com o Prof. Dr. Peter Alheit. O encontro será realizado dia 1/10, das 14h às 16h, na sala B09 304 (3º. andar do prédio B09 – Escola de Humanidades).

Peter é professor na Universidade de Göttingen, Alemanha e discutirá o tema: Dimensões epistemológicas e metodológicas da pesquisa em história. O evento é aberto ao público e gratuito.

Conheça a trajetória do convidado

Peter Alheit completou a fase escolar em Kassel, na República Federal da Alemanha. Entre 1966 a 1971 estudou teologia, filosofia, sociologia e educação em Bielefeld, Göttingen, Munique e Marburg. O primeiro doutorado foi realizado na área de filosofia da religião, com o título “Wissenschaft und Ethik bei Max Weber – Ciência e Ética em Max Weber”, em 1971. Depois de trabalhar como assistente de pesquisa do Instituto Teológico Pedagógico de Kassel e no Instituto Comenius em Münster, em 1977 realizou seu segundo doutorado em Ciências Sociais na Universidade de Kassel. Entre 1978 e 1997, foi professor titular na área de Educação Não-Institucional de Adultos na Universidade de Bremen. Neste mesmo período foi professor visitante em cátedras na University de Wales – Reino Unido, na Università degli Studi Firenze, na Itália.

De 1994 a 1995, foi Professor do Programa Humboldt na Danish Research Academy – Academia Dinamarquesa de Investigação, no Centro Universitário Roskilde. Em 1997, foi chamado para assumir a cátedra na área de Educação Extracurricular do Departamento de Educação na Universidade Georg August de Göttingen – Alemanha.

Peter Alheit e seu Grupo de Pesquisa abriram novas perspectivas sobre o conceito de “Biografia” do ponto de vista sociológico e educacional. Sociologicamente, sua Teoria da Biografia supera a diferença clássica entre sujeito e sociedade, entre estrutura e ação. Em termos de educação, sua abordagem biográfica não se refere apenas aos contextos sociais e mundiais da vida em ação e da experiência pedagógica, mas também torna tangíveis os recursos básicos de todos os alunos numa interpretação socialmente construtivista dos processos individuais de aprendizagem. O termo “Biographizität – Biograficidade” é usado para conceber a capacidade das pessoas, nas sociedades modernas, de combinar as habilidades e competências necessárias para a sobrevivência civil com suas próprias experiências, a fim de enfrentar novos desafios societais, sempre encontrando novas ideias e estratégias para a solução de problemas individuais e sociais.

Alheit iniciou e desenvolveu suas teorias a partir de um estudo comparativo de três grupos sociais pós-socialistas, nas regiões fronteiriças entre a Polônia, a República Tcheca e a Alemanha Oriental, ou em estudos comparativos universitários de longo prazo em sete países europeus e, finalmente, em uma comparação abrangente de autobiografias do final do século XVIII até o presente. Alheit também é considerado um dos protagonistas do movimento sociocultural na Alemanha, como especialista em Aprendizagem ao Longo da Vida na Europa e como especialista em análise das conseqüências da mudança demográfica nas sociedades ocidentais modernas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Deixe um comentário
O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *