Pró-Maior

Confira o flashmob realizado pelo projeto social Pró-Maior, no campus São Leopoldo da universidade.

O Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos para Idosos, identificado na comunidade como Pró-Maior, atende um público predominantemente oriundo do município de São Leopoldo. Caracteriza-se como sendo um conjunto de 22 atividades de ação continuada, organizadas em 33 grupos (ano de referência - 2013), dirigido a um público de 60 anos ou mais, de forma gratuita.

Atualmente o Pró-Maior, sustenta-se no Plano Político Institucional da Rede Jesuíta de Cidadania e Ação Social – Sj - Cias, que enquanto tal, é o conjunto de princípios e diretrizes das linhas temáticas e de ação, dos principais vetores da prática e da ação social da Rede. O Serviço sustenta-se ainda nas orientações do sistema Único de Assistência Social – SUAS, da Secretaria Nacional de Assistência Social do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome.

Contextualização

O Pró Maior é proveniente do antigo Nutti (Núcleo Temático da Terceira Idade), que vem atuando ininterruptamente, desde 1992 passando por um processo de ressignificação ao longo dos anos.

Segundo o censo de 2010, o município de São Leopoldo possui 255.762 habitantes, e a população idosa (maiores de 60 anos) é de 22.125 idosos, sendo 13.051 mulheres e 9.074 homens (IBGE, 2010). Na área do envelhecimento, embora incipiente, políticas públicas e privadas vêm sendo construídas, com destaque para o Conselho Municipal de Defesa dos Direitos dos Idosos: organizado desde a década de 1990, e formalizado a partir da PNI – Política Nacional do Idoso, de 1995.

Objetivos

“Contribuir para que os idosos possam melhor enfrentar as transformações integrais do processo de envelhecimento, assegurando a manutenção ou alcance do envelhecimento ativo, saudável e autônomo, proporcionando vivências que valorizem as experiências e a condição de escolhas, propiciando o desenvolvimento da autonomia e do protagonismo dos sujeitos que envelhecem”.

  • Valorizar e oportunizar lideranças entre os usuários do Serviço, disponibilizando espaços de protagonismo e de intervenção grupal; (Eixo 1)
  • Valorizar os diversos tipos de conhecimentos, dentre eles, o conhecimento da vida, oportunizando a socialização dos mesmos no Serviço. (Eixo 1)
  • Detectar necessidades e motivações, desenvolvendo potencialidades e capacidades para novos projetos de vida. (Eixo 1)
  • Assegurar espaço de encontro para os idosos de modo a promover sua convivência grupal, familiar e comunitária. (Eixo 2)
  • Valorizar e respeitar as diferenças étnico-raciais, religiosas e outras que estão presentes no Serviço e na sociedade. (Eixo 2)
  • Participar dos órgãos de representação sociais e acadêmicos, na área do envelhecimento humano. (Eixo 3)
  • Estimular as lideranças nos grupos vinculados ao Serviço, incentivando a participação dos usuários nos diferentes espaços de Controle Social. (Eixo 3)
  • Oportunizar acesso às novas tecnologias, assim como instrumentalizar em outras habilidades do cotidiano. (Eixo 4)
  • Contribuir para a participação comunitária, estimulando o protagonismo dos sujeitos que envelhecem. (Eixo 5)
  • Oportunizar espaço de crescimento e de vivências para a qualidade de vida. (Eixo 5)
  • Fortalecer o vínculo intergeracional e familiar. (Eixo 5)

Público-alvo

O Pró Maior recebe pessoas com 60 anos ou mais, e um dos critérios para o ingresso de novos usuários no Serviço é a renda, que não pode exceder a três salários mínimos, além de idosos de famílias beneficiadas do Programa Bolsa Família, do Programa de Auxílio Solidário ou do BPC – Benefício da Prestação Continuada. Há ainda aqueles que ingressam no Serviço por orientação médica ou via rede socioassistencial.

A participação do idoso significa auto-apresentação, ou seja, a participação é direta, onde o próprio indivíduo se manifesta. Isso se dará durante toda a execução do Serviço, conforme citado em vários itens deste documento. Destaca-se que esta participação dos usuários, vai ao encontro do objetivo geral deste Serviço que estimula o “protagonismo e autonomia dos sujeitos que envelhecem”.

Locais de Atuação

O Serviço ocorre no município de São Leopoldo, com atividades no Centro de Cidadania e Ação Social da Unisinos, Campus da Unisinos, salão Paroquial da vila Kennedy e Praça 20 de Setembro.
E quanto a sua implementação metodológica, o Serviço se organiza a partir dos seus cinco eixos estruturantes da seguinte forma:

» Acesse aqui para conhecer cada eixo e as atividades que eles oferecem

Atividades

» Acesse as atividades para 2014

Interfaces

O Serviço ainda recebe usuários oriundos de outros projetos sociais da Universidade (PAAS, por exemplo) sem contar que, com a participação efetiva da comunidade estudantil e de funcionários da Unisinos, o serviço também acolhe familiares e amigos idosos.

Propostas de interfaces frente às ênfases da Política de Ação Social da Universidade:

  • PASEC/Unisinos – participação dos mutirões na Semana do Meio Ambiente (junho) e Semana da Árvore
  • SGA/Unisinos: atividade de incentivo ao uso racional da água;
  • NEABI: apoio ao desenvolvimento do Grupo Origens;
  • PRASJUR: apoio ao desenvolvimento das Oficinas de Cidadania.

Parceiros

Para o Serviço são considerados parceiros aqueles órgãos ou instituições que atuam frente aos mesmos desafios propostos, porém em lugares diferentes.

  • Secretaria Inclusão Social – SEMIS/Coordenadoria Municipal do Idoso;
  • Secretaria de Esportes, de São Leopoldo;
  • Secretaria Desenvolvimento Social / (CREAS)
  • Secretaria do Meio Ambiente;
  • Conselhos: Municipal e Estadual do Idoso;
  • Forum Gaúcho das Instituições de Ensino Superior com Ações Voltadas ao Envelhecimento;
  • Secretaria Estadual do Esporte/ FUNDERGS
  • Ministério do Esporte: Secretaria de Esporte e Lazer
  • SESC e SESI

Contato

Coordenação Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos para Idosos/Pró-Maior
(51) 3590 8776, (51) 3590 84 98 ou (51)3591 11 22- Ramal 1251 e 1198
promaior@unisinos.br


»Política de privacidade Unisinos
Jesuítas Brasil Unisinos - Somos infinitas possibilidades