• De 18/04/2018 a 07/06/2018

  • Sala Ignacio Ellacuría e Companheiros – IHU | Campus Unisinos São Leopoldo (Av. Unisinos, 950 – Bairro Cristo Rei, São Leopoldo – RS)

R$10,00 por atividade

Inscrições até 07/06/2018

Inscreva-se Agora

Compartilhe esta página

 

Fotos

Acesse o álbum de fotos no Facebook.

Programação

18 de abril (quarta-feira)
19h30min às 22h – A Queda do Céu. Palavras de um Xamã Yanomami. Obra de Davi Kopenawa e Bruce Albert
Apresentação da obra pela Profa. MS Julie Stefane Dorrico Peres – UNIR


26 de abril (quinta-feira)
19h30min às 22h – Prosperidade sem crescimento: vida boa em um planeta finito. Obra de Tim Jackson
Apresentação da obra pela Profa. Dra. Clitia Martins – FEE – RS
Sala Ignacio Ellacuría e Companheiros – IHU


10 de maio (quinta-feira)
     
     17h30min às 19h – Roda de conversa com Profa. Dra. Paula Sandrine Machado – UFRGS

     19h30min às 22h – Problemas de Gênero. Feminismo e subversão da identidade. Obra de Judith Butler 
     Apresentação da obra pela Profa. Dra. Paula Sandrine Machado – UFRGS


05 de junho (terça-feira)
19h30min às 22h – Dos. La máquina de la teología política y el lugar del pensamiento. Obra de Roberto Esposito
Apresentação da obra pelo Prof. Dr. José Roque Junges – Unisinos


07 de junho (quinta-feira)
17h30min às 19h – Desigualdade. O que pode ser feito? Tradução de Elisa Câmara. Obra de Anthony B. Atkinson 
Apresentação da obra pelo Prof. MS Márcio Eloir Schweig – Unisinos

Programação sujeita a alterações.

Apresentação

A modernidade e seus paradoxos tem revelado uma civilização avançada na razão técnica e dramaticamente indigente na razão ética. (VAZ, 1997)1. Um paradoxo forjado no âmago de uma crise sistêmica, em uma civilização sem ethos e, portanto, impotente para formular a ética correspondente às suas práticas culturais e políticas e aos fins universais por ela proclamados. Nesse sentido, a realidade atual suscita e desafia a debater o impacto humano sobre os recursos terrestres e, em última análise, sobre o ser em comum dos diferentes modos de existência.

Ao mesmo tempo, tem-se que as mudanças impostas nos ecossistemas terrestres, desde a primeira Revolução Industrial e, mais aceleradamente, no bojo de uma quarta Revolução Industrial, desembocaram em um processo incontornável de modificação planetária em que nos encontramos atualmente. São necessárias outras perspectivas de convivência com a sustentação da vida no Planeta, que tenham como cerne a consciência ética que entenda a Terra como uma totalidade complexa físico-biológico-antropológica.

É diante desta complexificação dos limites e possibilidades do ser em comum que o Instituto Humanitas Unisinos - IHU propõe o Ciclo de Estudos A contemporaneidade em debate. Intérpretes e obras. O referido ciclo visa debater transdisciplinarmente temas que contribuam para a análise da contemporaneidade, a partir de diferentes autores e obras acadêmicas, buscando compreender a complexidade do ser em comum e seus diferentes modos de existência.

Adota como perspectiva metodológica o debate dos temas/fenômenos e suas implicações à complexa trama do ser em comum e seus diferentes modos de existência, a partir de obras acadêmicas de autores de diferentes áreas do conhecimento. Mais do que isso, para o debate de cada obra e dos temas/fenômenos que elas suscitam realiza duas sessões. Uma primeira sessão onde haverá a exposição e debate da obra, com apresentação de resenha por parte de um pesquisador vinculado à temática, para em um segundo momento, fazer o debate com o próprio autor da obra, sempre que isso for viável. Assim, garante-se por um lado o conhecimento prévio do tema e fomenta-se um debate mais aprofundado, com viés mais complexo e transdisciplinar no segundo momento.

Objetivo Geral

– Debater transdisciplinarmente temas que contribuam para a análise da contemporaneidade, a partir de diferentes autores e obras acadêmicas, buscando compreender a complexidade do ser em comum e seus diferentes modos de existência.

Objetivos específicos

– Analisar diferentes autores e obras na sua relação com o contexto e os fenômenos atuais.
– Apontar questões de fronteira que caracterizam a contemporaneidade, refletindo sobre elas e suas inter-relações.
– Contribuir para a compreensão de aspectos relevantes da transição epocal, no sentido de colaborar para a construção de uma sociedade sustentável.
– Fomentar o pensamento complexo e transdisciplinar da realidade atual, com seus limites e possibilidades.

Público

Professores, acadêmicos, colaboradores da Unisinos, profissionais e comunidade em geral.

Certificado

Os certificados estarão disponíveis a partir de 07/07/2018 no portal http://www.minha.unisinos.br, acessando o menu Certificados.
É imprescindível a assinatura na ata do evento para registrar a presença.

Carga horária

12h30min

Dias de aula

Conforme o programa.

Promoção

Universidade do Vale do Rio dos Sinos – Unisinos
Instituto Humanitas Unisinos – IHU

Apoio

Programa de Pós-Graduação em História – Unisinos
Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais – Unisinos

Coordenação

Profa. Dra. Cleusa Maria Andreatta – Unisinos
Prof. MS Gilberto Faggion – Unisinos
Prof. Dr. Inácio Neutzling – Unisinos
Prof. Dr. Lucas Henrique Luz – Unisinos
Profa. Dra. Marilene Maia – Unisinos
Profa. Dra. Susana Rocca – Unisinos

Inscreva-se

Pela Internet

Presencialmente

Para realizar a inscrição, compareça ao Atendimento Unisinos, ou faça pelo nosso atendimento via skype.

No caso de Pessoa Jurídica, entregue junto a Ficha de inscrição (doc) preenchida e carimbada com as assinaturas do responsável pelo pagamento e preenchimento.

Investimento

R$10,00 por atividade