• Have you had the chance to take one of the undergraduate courses in English offered by Unisinos ?

    Unisinos is offering courses in English to undergraduate students. In 2015/1 join the discussion on important current issues and also enjoy the opportunity to brush up your English. See the 13 options below: For more information visit Disciplinas em Inglês   A high intermediate level of English is mandatory to register in any of the above mentioned courses. To enroll in these Academic Courses you ...

  • vestibular destaque

    Vestibular de Verão Unisinos

    Nesta quinta-feira, 16 de outubro, iniciam as inscrições para o Vestibular de Verão da Unisinos. A universidade oferece mais de 70 cursos de graduação divididos em dois campi, um em Porto Alegre e outro em São Leopoldo, além dos polos EAD. As inscrições para o vestibular vão até 17/11, e as provas acontecem dia 22/11. Para se candidatar, acesse unisinos.br/vestibular. No site, ...

  • Have you had the chance to take one of the undergraduate courses in English offered by Unisinos ?

    Unisinos is offering courses in English to undergraduate students. In 2014/1 join the discussion on important current issues and also enjoy the opportunity to brush up your English. See the 13 options below: For more information visit unisinos.br/ementas – Disciplinas em Inglês A high intermediate level of English is mandatory to register in any of the above mentioned courses. To enroll in these ...

  • 5346e8df9edd12fd5160049188a75a7f

    Você já conhece o Museu Geológico da Unisinos?

    A ciência que estuda a origem, a formação, a estrutura e a composição da crosta terrestre analisa, também, as alterações sofridas por ela no decorrer do tempo. Esse estudo da Geologia investiga a ação das forças naturais sobre o planeta e seus efeitos, como a erosão, a glaciação e a desertificação. Para isso, são feitas pesquisas para analisar fósseis, minerais ...

Postado por ezanotti em 23 - janeiro - 2015 0 Comentário

images
Você que é aluno veterano da Unisinos, não está entendendo a localização da sua nova sala de aula? Calma nós explicamos.

Essa é uma das novidades da Unisinos para o semestre que se inicia. A nomenclatura das áreas 1, 2, 3, 4, 5 e 6 será extinta e, em seu lugar, novos códigos e endereços serão aplicados. A antiga área 1, que antes englobava cursos das Ciências Humanas, agora é o setor B. Nele poderão ocorrer aulas das Ciências Humanas, Exatas, Direito e outros. A ideia é de que haja a interação com pessoas de outros cursos e explorar todas as possibilidades que o campus oferece.

A nova sinalização será composta por: Setor, Prédio, Andar e Número da sala.

Antes do inicio das aulas, a Unisinos irá encaminhar a todos os seus estudantes o novo mapa do campus, com as novas legendas e dicas. Além de contar com profissionais da Universidade espalhados pelo campus para auxiliar os alunos a encontrarem a sua sala e sua localização durante a semana de volta às aulas.

Postado por ezanotti em 8 - janeiro - 2015 0 Comentário

download (28)Segundo o acordo de crédito, a Junior Brazil Mineral vai vender ações com desconto de 3% sobre a média dos três piores resultados dos últimos dez dias, para a Global Corporate Finance, sempre que necessitar de aporte financeiro.

Com esse contrato a Brazil Mineral resolve um problema comum a empresas em estágio pré-produção.

A Brazil Mineral já está começando um fluxo de caixa através da venda de diamantes lapidados e brutos de sua operação duas barras. A empresa fechou também contratos de venda de ouro e de areia, um dos subprodutos da mineração de diamantes.

Fonte: www.geologo.com.br

Postado por ezanotti em 8 - janeiro - 2015 0 Comentário

wafi-GolpuA geologia da Nova Guiné é incrível. Frequentemente há descobertas de jazimentos únicos, de alto teor e volume, que passam a ser referência na mineração mundial.

É o caso da Wafi-Golpu uma jazida de cobre e ouro de classe mundial com 20 milhões de onças de ouro e 9,4 milhões de toneladas de cobre. Um sistema de múltiplas intrusões de corpos pórfiros com alteração epitermal de alta sulfetação, cujos principais metais a serem extraídos da serão ouro, prata e cobre.

A jazida está associada a um stockwork com quartzo, calcopirita, bornita e ouro, encaixado em pórfiro diorítico.

O projeto custará US$ 2.3 bilhões e a mina deverá produzir em média 320.000 onças de ouro e 150.000 toneladas de cobre por ano, a partir de 2020.

Fonte: www.geologo.com.br

Postado por ezanotti em 8 - janeiro - 2015 0 Comentário

bridgmanitaO mineral que é presumidamente o mais abundante do planeta finalmente pode ser batizado. O nome é Bridgmanita, em homenagem a Percy Bridman, um físico norte americano considerado o pai dos experimentos de alta pressão, que permitem sintetizar diamantes e outros minerais que não ocorrem naturalmente.

Para dar nome a um novo mineral, a Associação Mineradora Internacional exige algo óbvio: uma amostra do mineral que possa comprovar sua existência.

Agora que a Bridgmanita foi reconhecida, acredita-se que é um mineral que compõe o manto da Terra, uma camada viscosa entre a crosta e o núcleo do planeta. Assim, devido às altas pressões de temperatura do seu “habitat natural”, o mineral, só previsto teoricamente, deve ser extremamente raro na superfície, e todas as tentativas de encontrar uma amostra natural tinham dado em nada até então.

Como o manto da Terra tem quase 3.000 km de espessura e representa 38% do volume do planeta, a Bridgmanita tornou-se o mineral mais comum no nosso planeta, ainda que a única amostra dele tenha vindo do espaço.

Os pesquisadores agora querem estudar as pequenas amostras do mineral ao extremo, para ver quais elementos podem se imiscuir em sua estrutura atômica e assim ter mais informações sobre sua composição e o comportamento do manto terrestre.

Fonte: www.inovacaotecnologica.com.br

Postado por ezanotti em 15 - dezembro - 2014 0 Comentário

quedaUm estudo publicado pela Ernest & Young confirma que a mineração do Brasil está indo de mal à pior.

Segundo Ernest & Young as fusões e aquisições na mineração brasileira caíram 66% no primeiro semestre do ano de 2014.

O fraco desempenho deve-se à crise no setor, mas também ao efeito Brasil. Os investidores de mineração e da pesquisa mineral perderam a confiança no país desde que o Ministério de Minas e Energia congelou a emissão de concessões e alvarás de pesquisa, o que provocou a paralisação dos projetos, minas e demais investimentos.

Não será nada fácil reverter esta situação, o Brasil ficará por muito tempo no topo da lista dos países menos atrativos da América Latina quando o assunto for mineração.

Fonte: www.geologo.com.br