• REUNIÃO INICIAL MONOGRAFIAS I e II – 2014/2

    Se você está matriculado (a) em Monografia I  ou em Monografia II, em 2014/2, fique atento (a) à data da reunião inicial: ATIVIDADE DATA HORÁRIO SALA Monografias I e II 07/08/2014 (quinta-feira) 18:30 às 19:30 5C005   * Prazo para entrega da FICHA DE ESCOLHA DE ORIENTADOR: até 28/08 (quinta-feira), na secretaria do curso (sala 5A204). ** A sua participação é muito importante, pois serão tratados assuntos referentes à orientação do trabalho, documentos necessários e prazos, informações ...

  • DIVULGAÇÃO DE BANCAS ECONOMIA – 2014/1

    PREZADO ALUNO! CONSULTE AQUI A SUA BANCA DE MONOGRAFIA II    Bancas Economia     ___________________ SE VOCÊ DESEJA ASSISTIR ALGUMA BANCA PARA UTILIZAR COMO HORAS COMPLEMENTARES, BASTA ASSINAR A ATA DISPONIBILIZADA PELO ORIENTADOR, NO MOMENTO DA BANCA

  • PRAZOS DE ENTREGA DE MONO I e MONO II – 2014/1

    Se você está matriculado em Monografa I ou Monografia II-do curso de Economia, fique atento à data de entrega e aos documentos a serem entregues: Curso MONO I MONO II ECONOMIA ATÉ 16/06 (segunda-feira)até as 22h na secretaria do curso (5A204) ATÉ 16/06 (segunda-feira)até as 22h na secretaria do curso (5A204)   DOCUMENTOS:   - 3 vias do trabalho impresso, - 1 via digital do trabalho – CD (Word ...

  • REUNIÃO INICIAL MONO I E II – 2014/1

      Alunos Matriculados Monografia I e Monografia II - 2014/1 Curso de Graduação em Ciências Econômicas - Unisinos ____________________________________ Reunião Obrigatória de Monografia: Dia: 27/02- quinta-feira Horário: 18h30-19h30 Local: sala 5C104 Na reunião serão apresentados todos os procedimentos referentes à Monografia I e II, incluindo escolha de orientador e datas das entregas. Acompanhe as informações sobre a Monografia I e II no Blog do seu curso: http://www.unisinos.br/blogs/ciencias-economicas/category/destaque/tcc/ Contamos com a presença de ...

Postado por ezanotti em 27 - agosto - 2014 0 Comentário

noticia_52926As coordenações do Programa de Pós-Graduação em Economia e Graduação de Ciências Econômicas convidam a todos para o Café com Economia em Agosto.

Data: 29/08/2014

Horário: 19h30-20h30

Local: 5D005

Título: Distributional Effect, Financialisation and Financial Architecture as the Main Causes of the Great Recession

Ministrante: Prof. Philip Arestis

Currículo: http://www.wolfson.cam.ac.uk/people/professor-philip-arestis

Postado por djardel em 22 - agosto - 2014 Comentários desativados

mini

Confira abaixo os horários de monitoria:

CLIQUE AQUI ->>> HORÁRIO MONITORIA – 2014-2

CLIQUE AQUI ->>> Horários_Propulsor

 

OBS: Os horários de monitoria podem sofrer alterações.

Postado por jsilvasilveira em 20 - agosto - 2014 0 Comentário

livros-1136x757-1024x682

As bolsas remanescentes do Prouni referentes ao segundo semestre do ano, serão disponibilizadas para inscrições de candidatos, por meio da página do Prouni na internet.

Poderá se inscrever às bolsas eventualmente remanescentes, o estudante que atenda ao disposto nos arts. 1º e 2º da Lei nº 11.096, de 13 de janeiro de 2005, e que atenda a uma das condições a seguir:

I – que tenha efetuado inscrição, em todas as suas opções, em cursos com registro de não formação de turma no processo seletivo do Prouni referente ao segundo semestre de 2014;

II – seja professor da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica e integrando o quadro de pessoal permanente da instituição pública, para os cursos com grau de licenciatura destinados à formação do magistério da educação básica, conforme o disposto no art. 3º do Decreto nº 5.493, de 18 de julho de 2005 (O professor que se inscrever para bolsas em cursos com grau de licenciatura não precisa comprovar renda, que estudou em escola pública e que participou do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem); ou

III – que tenha participado do Exame Nacional do Ensino Médio – Enem, a partir da edição de 2010, que tenha obtido, em uma mesma edição do referido exame, média aritmética das notas nas provas objetivas igual ou superior a 450 (quatrocentos e cinquenta) pontos e nota superior a zero na redação__

O candidato que tenha efetuado inscrição à bolsa remanescente deverá comparecer à respectiva IES nos dois dias úteis subsequentes ao da sua inscrição para proceder à comprovação das informações prestadas, devendo atender às mesmas exigências dos estudantes pré-selecionados nas chamadas regulares do processo seletivo do Prouni referente ao segundo semestre de 2014.

Total de bolsas por cursos disponibilizadas pela Unisinos

Campus São Leopoldo

Administração de Empresas – EAD – 1

Arquitetura e Urbanismo – Matutino – 1

Ciências Econômicas – Noturno – 2

Ciências Sociais – Licenciatura – Noturno – 1

Comércio Exterior – EAD – 1

Engenharia da Computação – Noturno – 1

Engenharia Eletrônica – Noturno – 3

Filosofia – Licenciatura – Noturno – 1

Física – Noturno – 1

Geologia – Noturno – 2

Gestão da Tecnologia da Informação – EAD – 1

Gestão Financeira – EAD – 1

História – Noturno – 1

Jogos Digitais – Matutino – 1

Psicologia – Matutino – 1

Sistemas da Informação – Noturno – 1

 

Campus Porto Alegre

Enfermagem – Noturno – 3

Engenharia de Produção – Noturno – 1

 

Polo Unisinos Porto Alegre

Gestão Comercial – EAD – 1

Gestão de Recursos Humanos – EAD – 1

Sistemas de Informação – EAD – 1

 

Polo Unisinos Curitiba

Administração – EAD – 1

 

Polo Unisinos Santa Maria

Administração – EAD – 1

Gestão de Recursos Humanos – EAD – 1

Sistemas de Informação – EAD – 1

 

Polo Unisinos Florianópolis

Comércio Exterior – EAD – 1

Sistemas de Informação – EAD – 1

Postado por jsilvasilveira em 18 - agosto - 2014 0 Comentário

images (2)

O Programa Fórmula Santander foi lançado em 2010 e é uma das iniciativas de mobilidade internacional que beneficia 300 estudantes universitários do Brasil, Espanha e Reino Unido. Voltado para estudantes de graduação e pós-graduação, o fórmula Santander envolve universidades brasileiras, espanholas e britânicas, sendo 100 bolsas de estudo para cada país, tendo como prioridade beneficiar alunos que apresentem desempenho acadêmico destacado, condições socioeconômicas desfavoráveis e bons conhecimentos de outros idiomas.

Participe acessando o site do Programa Fórmula Santander. As inscrições são de 12/08 até 07/09 (no site do Santander) e 08/09 na Unisinos.

>> Informações.

Postado por jsilvasilveira em 14 - agosto - 2014 0 Comentário

download (7)Por Guilherme do Amaral Roglio, Douglas Viana Andelieri, André dos Reis Chaves, Conrado Becker, Rodrigo Arend Vaz Ferreira

O objetivo do milênio é um acordo realizado por 191 países com vistas a diminuir a desigualdade social. Estes objetivos são acompanhados através de análises quantitativas em busca desta melhoria. A turma de Economia Gaúcha da professora Vanessa Batisti dividiu-se em quatro grupos, sendo que cada qual abordou um objetivo. O grupo de alunos: Guilherme do Amaral Roglio; Douglas Viana Andelieri; André dos Reis Chaves; Conrado Becker; Rodrigo Arend Vaz Ferreira, fez a análise do primeiro objetivo do milênio “Acabar com a fome e a miséria” no Vale do Rio dos Sinos.

O trabalho tem como objetivo principal, informar e servir de apoio ao setor público e à população, auxiliando a identificar a atual realidade no Corede do Vale do Rio dos Sinos e melhorias e inclusões nos programas sociais.

O primeiro objetivo do milênio, “Acabar com a fome e a miséria”, tem a renda como o parâmetro para medir a desigualdade. A criação do Programa Bolsa Família em 2004 tem como objetivo a transferência direta de renda. Esta beneficia famílias em situação de pobreza e de extrema pobreza em todo o país.

Conforme o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), a seleção das famílias para o Bolsa Família é feita com base nas informações registradas por cada município no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal, instrumento de coleta e gestão de dados que tem como objetivo identificar todas as famílias de baixa renda existentes no Brasil.

A população alvo do programa é constituída por famílias em situação de pobreza ou extrema pobreza. As famílias extremamente pobres são aquelas que têm renda per capita de até R$ 77,00 por mês. As famílias pobres são aquelas que têm a renda per capita entre R$ 77,01 a R$ 154,00 por mês, e que tenham em sua composição: gestantes, nutrizes, crianças ou adolescentes até 17 anos.

Deste modo, a tabela 1 mostra que no Vale do Rio dos Sinos somente 62,5% da população que teria direito ao programa Bolsa Família recebe o benefício, enquanto que 37,5% do restante da população que se encontra nesta faixa de renda ainda não recebem este auxilio.

Tabela 1 – Comparação das famílias com renda inferior a R$ 140,00 e famílias que recebem o Programa Bolsa Família – 2013

 

Municípios

População Total (2013)

PIB per capita (2010)

Famílias que recebem o programa Bolsa Família

Famílias com renda per capita inferior a R$ 140,00

Araricá

5.195

14.450,28

394

862

Campo Bom

63.339

26.001,42

1.159

1.794

Canoas

338.531

51.070,03

11.496

14.503

Dois Irmãos

29.528

26.236,00

131

424

Estância Velha

45.500

19.308,42

1.020

2.211

Esteio

83.700

31.883,70

2.525

4.253

Ivoti

21.450

22.903,15

139

274

Nova Hartz

19.620

23.729,40

630

905

Nova Santa Rita

24.859

3.663,66

819

1.119

Novo Hamburgo

247.781

22.568,63

9.213

12.555

Portão

33.212

23.601,42

1.046

1.416

São Leopoldo

225.520

19.259,49

6.316

15.395

Sapiranga

78.718

18.329,64

2.826

4.399

Sapucaia do Sul

137.104

17.683,32

4.135

6.787

Vale do Rio dos Sinos

1.354.057

320.689

41.849

66.897

Fonte:    Dados população – Estimativa para 2013 do IBGE.

PIB per capita – Dados de 2010 – IBGE.

Índice de Gini – Dados de 2010 – DATASUS/IBGE.

A tabela 2 permite identificar as cidades que possuem o maior percentual de famílias cadastradas no Programa Bolsa Família. São destaques positivos os seguintes municípios: Canoas, onde cerca de 80% da população que tem direito ao benefício já está cadastrada no programa; além de Portão, Novo Hamburgo e Nova Santa Rita, que estão acima de 70% de cobertura.

Por outro lado, são destaques negativos as cidades de Ivoti, Estância Velha, Araricá, São Leopoldo e Dois Irmãos, uma vez que no máximo 50% das famílias com renda inferior a R$140,00, nestes municípios, recebem o benefício. Em Dois Irmãos, somente 30% das famílias cadastradas e com direito ao benefício efetivamente o recebem, o que pode indicar uma dificuldade da população local em cumprir com os requisitos do programa.

A situação de São Leopoldo também impressiona. Segundo o IBGE o município abriga mais de 15 mil famílias com renda per capta inferior a R$140,00 por mês, tornando-se a cidade com o maior número de famílias nesta faixa de renda na região do Vale dos Sinos.

Tabela 2 – Percentual das famílias com renda per capita inferior a R$ 140,00 que recebem o benefício do Programa Bolsa Família

Ranking

Municípios

% das Famílias com renda per capita inferior a R$ 140,00 que recebem o Programa Bolsa Família

Índice de Gini (2010)

Canoas

79,27%

0,3624

Portão

73,87%

0,4323

Novo Hamburgo

73,38%

0,5178

Nova Santa Rita

73,19%

0,3832

Nova Hartz

69,61%

0,4308

Campo Bom

64,60%

0,4844

Sapiranga

64,24%

0,4484

Sapucaia do Sul

60,93%

0,3518

Esteio

59,37%

0,4413

10º

Ivoti

50,73%

0,5387

11º

Estância Velha

46,13%

0,4373

12º

Araricá

45,71%

0,5357

13º

São Leopoldo

41,03%

0,4162

14º

Dois Irmãos

30,90%

0,4501

  Vale do Rio dos Sinos

62,56%

N/A

Fonte: Dados população – Estimativa para 2013 do IBGE.

As cidades de Sapucaia do Sul, Canoas e Nova Santa Rita apresentam os melhores índices de Gini da região do país, sendo que este índice é utilizado para calcular a desigualdade de renda em uma determinada região. Ele consiste em um número de 0 a 1 onde 0 corresponde à completa igualdade de renda. As três cidades que apresentam os piores índices da região são: Ivoti, Araricá e Novo Hamburgo, sendo que as duas primeiras possuem índices inferior ao Brasil que é de 0,525 no ano de 2010 (IBGE, 2014).

Por fim, esta análise traz dados relevantes aos gestores públicos e espera proporcionar aos municípios uma melhor perspectiva em relação à situação das famílias de baixa renda que residem em sua cidade. É importante que um diagnóstico seja feito em cada município, e que este busque identificar as reais razões para o elevado número de famílias que, apesar de se enquadrar na faixa de renda com direito ao benefício do Programa Bolsa Família, não o recebe. O melhor atendimento a estas famílias beneficiaria toda a população, pois o aumento de renda possibilita o consumo e acesso a bens essenciais a estas pessoas.

Referências

http://www.ibge.gov.br/

http://www.pnud.org.br/

http://mds.gov.br/

http://aplicacoes.mds.gov.br/sagi/RIv3/geral/index.php#