Biblioteca Fechada: Prevenção COVID-19

 

Biblioteca fechada em conformidade com as recomendações institucionais de prevenção ao COVID-19. Para mais detalhes sobre Book Express, acesse aqui.
Início do Conteúdo

Fique Sabendo

No Dia do Bibliotecário, conheça Paul Otlet, um dos pioneiros da Web

 

Paul Otlet (1868-1944), nascido em Bruxelas (Bélgica), é considerado uma das figuras-chave no desenvolvimento da área da documentação.

Otlet é lembrado principalmente como um dos pais da CDU (Classificação Decimal Universal), desenvolvida em parceria com seu compatriota Henri La Fontaine. Criada em 1905, a CDU é usada até hoje em bibliotecas do mundo inteiro, inclusive na UNISINOS.

A contribuição da dupla para a ciência da informação, no entanto, vai muito além da CDU. Já em 1895, Otlet e La Fontaine organizaram uma bibliografia com o objetivo de reunir todo conhecimento humano publicado sob a forma de livro até então. A coleção ficou conhecida como "Repertoire Bibliographique Universel" (RBU) e resultou num banco de dados de papel no qual os verbetes eram armazenados em cartões de índice. O RBU inclusive possuía uma espécie de serviço de busca que permitia a pessoas de qualquer parte do mundo enviar suas perguntas por carta ou telegrama.

O projeto evoluiu para o “Mundaneum”, um espaço idealizado com a função de guardar e organizar o conhecimento gerado no mundo inteiro. Pacifista, Otlet via na disseminação da informação em escala global uma ferramenta para derrubar fronteiras e unir os povos. Financiado pelo governo belga, o Mundaneum funcionou de 1919 a 1934. Seu acervo, herdado do RBU, chegou a reunir mais de 15 milhões de verbetes armazenados em cartões. 

Em 1934, em sua obra “Traité de documentation”, Otlet esboçou o que seria uma rede mundial de computadores (ou “telescópios eletrônicos”, como ele chamou) que possibilitaria aos seus usuários acessar textos, imagens, áudio, vídeo, etc, bem como o compartilhamento de arquivos e o envio de mensagens. Otlet usou o termo “réseau” (rede em francês) para designar o conceito. Estrutura que lembra muito a World Wide Web (WWW) que surgiria mais de meio século mais tarde.

 

Texto elaborado por Flávio Nunes, Bibliotecário da Unisinos